Sindicato dos Empregados no Comércio de Americana, Nova Odessa e Cosmópolis
Fecomerciários calcula os prejuízos com os rolezinhos

   A Fecomerciários (Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo) divulgou, nesta quarta, uma nota à imprensa onde expressou a preocupação com os rolezinhos (encontros com a participação de centenas de jovens marcados pela Internet em shopping centers). A entidade alerta para vulnerabilidade de lojistas a agressões e prejuízo nos salários.

   Segundo a nota da Fecomerciários, os shoppings centers e donos de lojas de São Paulo se preparam para uma possível onda de rolezinhos nas próximas semanas que podem desencadear violência e saques por parte de alguns participantes.

   O temor da entidade está relacionada à saúde dos trabalhadores das lojas, que ficam com a integridade física vulnerável com os efeitos do “corre-corre” dos jovens.

   “Os comerciários não podem apenas sair correndo porque estão em horário de trabalho, além do risco de serem roubados, seus salários ficam ameaçados, já que muitos recebem seus vencimentos baseados nas vendas. Com os tumultos as portas são fechadas por longos períodos”, reclama  o presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta.

   A Justiça de São Paulo concedeu liminar a shoppings do estado, na capital e no interior, que proíbe os rolezinhos. Caso ocorra o evento, a ação prevê uma multa de R$ 10 mil aos organizadores do movimento.

Filiação:

Criado e Desenvolvido por Reami Comunicação

SINCOMERCIÁRIOS. Todos os direitos reservados.